Os chuveiros são esconderijos de uma bactéria patogênica

Os chuveiros podem oferecer um meio de desenvolvimento ideal para uma bactéria responsável por patologias respiratórias, segundo estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

AFP |

Pesquisadores que analisram 50 chuveiros situadas em nove cidades americanas encontraram em um terço delas uma presença significativa da microbactéria mycobacterium avium (MAC).

Este agente patogênico comum se encontrava em concentrações 100 vezes superiores ao habitual nas redes hidráulicas das cidades.

"Se alguém coloca o rosto sob a chuveiro desde que abre a torneira, provavelmente receberá uma forte carga de MAC, e isso não é bom para a saúde", explicou o microbiólogo Norman Pace, da Universidade do Colorado, um dos co-autores do estudo.

A equipe de Pace iniciou sua pesquisa depois que estudos do hospital National Jewish de Denver encontraram um possível vínculo enre o aumento recente das infecções pulmonares não tuberculosas e o uso da duta ao invés da banheira ou do box.

As pessoas em situação de risco são as mulheres grávidas, os idosos e as pessoas cujo imunológico está debilitado.

Os sintomas vão da fadiga a uma sensação geral de mal-estar, passando por uma tosse seca e persistente.

Segundo o estudo, os chuveiros de metal são menos suscetíveis de abrigar a micobactéria que os de plástico.

Para diminuir o risco de contaminação, Laura Baumgartner, da Universidade do Colorado, sugere deixar a água correr durante um minuto antes de entrar no banho.

mso/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG