Os atentados mais violentos no mundo depois do 11 de setembro

Estes são os atentados mais violentos realizados no mundo depois dos ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos, reivindicados pela rede terrorista Al-Qaeda e que deixaram 3.000 mortos.

AFP |

- 12 de outubro de 2002 - INDONÉSIA: um duplo atentado na Ilha de Bali deixa 202 mortos, em sua maioria turistas. O ataque é atribuído à Jamaah Islamiyah (JI), uma organização aliada à Al-Qaeda.

- 11 março de 2004 - ESPANHA: Atentados islamitas em Madri deixam 191 mortos e mais de 1.800 feridos, em uma série de explosões a bordo de quatro trens na capital e periferia.

- 7 julho de 2005 -INGLATERRA: Uma série de explosões atinge o sistema de transporte de Londres (três trens do metrô e um ônibus de dois andares) na hora do rush e deixa 52 mortos e cerca de 700 feridos.

- 11 julho de 2006 - ÍNDIA: Duzentas pessoas mortas e 714 feridas em uma série de atentados que atingiram trens e estações na periferia de Mumbai.

- 16 outubro de 2006 - SRI LANKA: 103 militares mortos e 150 feridos em atentado com caminhão-bomba realizado por rebeldes tâmeis contra um comboio da Marinha cingalesa no nordeste da ilha.

- 19 outubro de 2007 - PAQUISTÃO: 139 mortos e mais de 300 feridos num atentado que visava à ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir Bhutto, no pior ataque suicida da história do país.

- 27 novembro de 2008 - ÍNDIA: Mais de 100 mortos e uma centena de feridos numa série de atentados em Mumbai, principalmente em dois hotéis de luxo.

Paralelamente, o Iraque foi palco de um grande número de atentados suicidas e operações terroristas que fizeram milhares de vítimas depois da intervenção das tropas americanas em 2003.

doc-ms/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG