condolências pela morte de seu irmão Tirofixo - Mundo - iG" /

Ortega expressa condolências pela morte de seu irmão Tirofixo

Montevidéu, 25 mai (EFE).- O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, expressou hoje no Uruguai suas condolências e solidariedade pela morte do máximo chefe e fundador das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e destacou que Tirofijo, como era conhecido o guerrilheiro, foi um lutador extraordinário.

EFE |

"Eu quero expressar minhas condolências, minha solidariedade para com as Farc e para com a família do comandante ('Manuel) Marulanda (Vélez)'", como era conhecido Pedro Antonio Marín, indicou durante a cerimônia do XIV Foro de São Paulo.

"Nosso irmão (...) foi um lutador extraordinário, que batalhou desde longos anos e foi o guerrilheiro de mais longa luta na história da América Latina e do Caribe", destacou o líder em meio a aplausos dos participantes do evento.

Ortega destacou que a luta de "Marulanda" e das Farc "tem suas origens nas profundas desigualdades que vive o povo irmão colombiano".

Essa luta "tem suas raízes no norte, esse norte que representam os Estados Unidos e a Europa e que também havia sido estabelecido no sul", argumentou.

"Que autoridade pode ter o regime colombiano, os ianques e os europeus de definir quem é terrorista e quem não é?", perguntou o governante nicaragüense diante do Foro de São Paulo, no qual participam 200 delegados de partidos políticos e organizações sociais de esquerda da América Latina e do Caribe.

A morte de "Tirofijo", líder de um grupo rebelde qualificado como terrorista por Colômbia, EUA e União Européia (UE), foi anunciada no sábado pelo ministro colombiano de Defesa, Juan Manuel Santos, e confirmada pela própria guerrilha em um vídeo divulgado hoje.

O presidente da Nicarágua chegou a Montevidéu para participar da cerimônia de clausura do foro e, amanhã, se reunirá com seu colega do Uruguai, o socialista Tabaré Vázquez.

O Foro de São Paulo, criado em 1990 na cidade brasileira de São Paulo por 48 partidos e movimentos sociais para discutir os rumos da esquerda, é composto atualmente por 70 organizações da região. EFE jf/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG