Órgão da OEA condena asassinato de defensor dos DH no Brasil

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) emitiu nesta sexta-feira uma condenaçao pelo assassinato em janeiro passado do advogado Manoel Bezerra de Mattos Neto, 40, integrante do Comissão de Direitos Humanos da OAB de Pernambuco, e vereador do PT no Estado.

AFP |

Mattos Neto foi assassinado em 24 de janeiro quando dois homens encapuzados invadiram sua casa e dispararam à queima-roupa, segundo comunicado da CIDH, órgão autônomo da Organización de Estados Americanos (OEA).

"A CIDH pede ao Brasil que realize uma exaustiva investigação e puna os responsável", afirma o texto.

A comissão assinala ainda que o advogado havia denunciado as atividades de grupos de extermínio na Paraíba e em Pernambuco e, desde 2002, era beneficiário de medidas cautelares da CIDH.

du/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG