salvar democracia - Mundo - iG" /

Organização pede a mauritanos para salvar democracia

Nuakchott, 31 ago (EFE) - O presidente da Reunião Africana de Defesa de Direitos Humanos, Aliun Tin, fez um apelo hoje aos mauritanos para que se levantem e salvem a democracia no país.

EFE |

"Saibam que a democracia é um aprendizado, podem cair, mas é preciso se levantar", disse Tin perante a imprensa ao sair de uma reunião com o presidente do Alto Conselho de Estado no poder na Mauritânia, o general Mohammed Ould Abdelaziz.

Ele lembrou a experiência da transição no país (agosto de 2005 - abril de 2007), que "foi exemplar, elogiada em todas as partes" e as "eleições que também foram elogiadas", antes da "queda" atual, e disse que sua presença em Nuakchott pretende fazer com que os mauritanos "tomem lugar no show das nações".

O Alto Conselho de Estado assumiu o poder após depor o ex-presidente Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi em 6 de agosto.

"Este é a mensagem que enviamos ao conjunto dos atores, aos militares, aos partidos políticos, às organizações da sociedade civil", acrescentou o presidente da organização, que lembrou que a entidade "trabalha na Mauritânia há quase 20 anos" e que "seguiu os primeiros passos deste país no terreno democrático".

Tin disse estar satisfeito por ter obtido "atenção em todas as partes" e pediu que a "elite se movimente e que todos sejam construtivos" para poder chegar à consolidação do processo democrático e não dar passos para trás. EFE mo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG