Organização de shows de Jackson aposta que ingresso vai virar peça de colecionador

Os fãs de Michael Jackson que haviam comprado ingressos para os shows que o cantor faria em Londres poderão escolher entre receber seu dinheiro de volta ou ficar com os bilhetes como recordação. A empresa AEG Live, organizadora da turnê This is It, que incluiria 50 apresentações na capital britânica, anunciou que não vai imprimir novos ingressos depois do dia 14 de agosto, e aposta que os bilhetes vão se tornar peça de colecionador.

BBC Brasil |

Segundo a empresa, os ingressos foram "inspirados e desenhados" por Jackson, que morreu na última quinta-feira, em Los Angeles, aos 50 anos.

Nos bilhetes, criados em pelo menos três versões e cores diferentes, um efeito especial de holografia faz a imagem de Jackson "dançar" no papel.

Prejuízo
Como os shows estavam previstos para ocorrer ao longo de todo o segundo semestre deste ano, muitos dos bilhetes ainda não haviam sido enviados para seus compradores, mas agora a empresa está oferecendo a possibilidade de fazê-lo para quem desejar.

Os quase 800 mil ingressos para os shows londrinos foram vendidos no ritmo de um a cada 11 segundos, ou 657 por minuto e quase 40 mil por hora.

Fãs de todo o mundo entraram em filas virtuais para comprar os bilhetes, que custavam entre 50 e 75 libras (aproximadamente de R$ 160 e R$ 240).

De acordo com o jornal britânico The Times, a AEG Live pode ter prejuízos de até 300 milhões de libras (quase R$ 1 bilhão) por causa do cancelamento dos shows.

Ainda nesta terça-feira, a empresa divulgou fotos de Michael Jackson ensaiando em Los Angeles, dois dias antes de sua morte.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG