Ordenação sacerdotal de três católicas reaviva controvérsia

Washington, 21 jul (EFE).- A Arquidiocese de Boston advertiu que um grupo, que este domingo ordenou três mulheres católicas sacerdotes, não é reconhecido como uma entidade católica, enquanto organizações de mulheres elogiaram hoje essa cerimônia.

EFE |

A ordenação, realizada no domingo em um templo protestante de Boston, foi organizada pelo grupo Mulheres Sacerdotes Católicas e celebrada por Dana Reynolds, da Califórnia, e Ida Raming, da Alemanha, duas mulheres bispos dessa mesma organização excomungadas pelo Vaticano.

"Nós apoiamos estas mulheres", disse à Agência Efe Aisha Taylor, diretora-executiva da Conferência por Ordenação de Mulheres, um grupo que defende que o sacerdócio não está restrito aos homens.

Por sua vez, a Arquidiocese de Boston, em comunicado, advertiu que "a organização que se denomina Mulheres Sacerdotes Católicas não é reconhecida como entidade pela Igreja Católica".

Bridget Mary Meehan, porta-voz do grupo Mulheres Sacerdotes Católicas, disse que o Vaticano não está zangado com sua organização porque a hierarquia "sabe que as ordenações são válidas". EFE jab/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG