Ordem de prisão da CPI contra Al-Bashir ameaça a paz no Sudão, diz a UA

A ordem de prisão da Corte Penal Internacional (CPI) contra o presidente sudanês Omar el-Bashir ameaça a paz no Sudão, declarou nesta quarta-feira o presidente da Comissão da União Africana (UA), Jean Ping.

AFP |

"Acabo de inteirar-me da decisão da CPI e quero enfatizar, antes de mais nada, que a posição da UA é que somos a favor da luta contra a impunidade e para nós nao se trata de deixar os autores dos crimes impunes", declarou Ping.

"Mas dizemos que a paz e a justiça não devem ser enfrentadas, que os imperativos da justiça não podem ignorar os imperativos da paz", acrescentou.

Os 53 Estados membros da UA já havia expressado esta mesma posição em outras ocasiões.

A Corte Penal Internacional (CPI) emitiu nesta quarta-feira uma ordem de prisão contra o presidente sudanês Omar al-Bashir por crimes de guerra e crimes contra a humanidade em Darfur, anunciou a porta-voz Laurence Blairon.

Trata-se da primeira ordem de prisão da CPI contra um chefe de Estado desde que o tribunal começou a funcionar em 2002.

Al-Bashir havia advertido na véspera que a decisão da CPI não teria qualquer valor, mas o promotor da CPI, Luis Moreno Ocampo, alertou que o Sudão está obrigado a executar a ordem de prisão contra o presidente.

axr/mlm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG