Orçamento militar de Obama deve chegar a US$537 bilhões

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, irá buscar um robusto orçamento militar para o próximo ano, totalizando 537 bilhões de dólares, disse um democrata de alto escalão no Congresso norte-americano nesta quarta-feira. Obama deve divulgar na quinta-feira um esboço de sua proposta orçamentária para o ano fiscal de 2010, que começa em 1o de outubro.

Reuters |

O deputado John Murtha, democrata da Pensilvânia que supervisiona as despesas de defesa da câmara dos deputados dos EUA, disse à Reuters que "537 bilhões de dólares será a base do orçamento" para o Pentágono.

Mas ele acrescentou não estar certo se estes 537 bilhões de dólares incluiriam qualquer quantia que o Pentágono deva precisar para pagar as guerras no Iraque e no Afeganistão no próximo ano.

A base orçamentária do Pentágono --descontada grande parte do financiamento para as guerras-- totalizou 515 bilhões de dólares no ano atual.

O ex-presidente George W. Bush pediu ao Congresso fundos "emergenciais", sendo a maior parte do dinheiro para as guerras, deixando grande parte dos custos fora de seus orçamento regular.

Esse arranjo tem sido criticado por democratas, que acusam a administração Bush de ser menos do que transparente sobre o preço da guerra no Iraque.

Durante seu discurso ao Congresso na terça-feira, Obama disse, "Por sete anos nós temos sido uma nação em guerra. Não iremos mais esconder o seu preço".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG