Orçamento militar chinês aumentará quase 15% em 2009

O orçamento militar chinês aumentará 14,9% em 2009, na comparação com 2008, anunciou o porta-voz do Parlamento, Li Zhaoxing, para quem esta é uma alta modesta.

AFP |

Os gastos militares do gigante asiático chegarão a 480,68 bilhões de yuanes (70,2 bilhões de dólares), o que representa 6,3% do orçamento geral.

Ano passado, o orçamento militar chinês teve um aumento de 17,6% em relação a 2007.

"Este ano, o orçamento militar aumentará modestamente", declarou o porta-voz, um dia antes da abertura da sessão anual do Parlamento chinês, a Assembleia Nacional Popular.

Os gastos serão destinados principalmente à modernização das Forças Armadas e à melhoria do nível de vida dos soldados, completou Zhaoxing.

Li Zhaoxing, ex-ministro das Relações Exteriores, destacou que o Exército chinês não constitui nenhuma ameaça para países estrangeiros, porque a China "segue firmemente o caminho do desenvolvimento pacífico e a China não tem gastos militares ocultos".

O governo dos Estados Unidos critica com frequência o orçamento de defesa chinês, por considerá-lo pouco transparente.

O porta-voz do Parlamento afirmou que os gastos militares representam apenas 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB), contra uma "média de mais de 4% nos Estados Unidos e mais de 2% em países como Grã-Bretanha e França".

O Exército Popular de Libertação é, em números, o maior do planeta com, oficialmente, 2,3 milhões de soldados, segundo dados de 2006.

frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG