Tbilisi, 7 nov (EFE).- Milhares de opositores se reuniram hoje no centro da capital da Geórgia para exigirem a realização de eleições presidenciais e parlamentares antecipadas e liberdade para a imprensa.

A primeira manifestação opositora em massa após o conflito com a Rússia na Ossétia do Sul em agosto foi convocada justamente um ano após a dissolução violenta de um comício que terminou em confusão e com a implantação do estado de exceção pelo presidente georgiano, Mikhail Saakashvili.

No entanto, por causa da pressão internacional, o chefe do Estado revogou a medida de exceção e convocou eleições presidenciais e parlamentares antecipadas, como exigia a oposição.

Saakashvili foi reeleito em janeiro deste ano neste pleito antecipado, cuja legalidade a oposição impugnou após o declarar fraudulento. EFE mv/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.