Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Opositores temem fraude em eleição no Zimbábue

O resultados das eleições de sábado são lentamente divulgados no Zimbábue. Os funcionários da Comissão Eleitoral, encarregados da apuração, pediram hoje paciência aos zimbabuanos.

Agência Estado |

A comissão ainda não divulgou nenhum resultado sobre as eleições presidenciais. Opositores do presidente Robert Mugabe, no poder desde 1980, temiam fraudes para mantê-lo no poder. Mugabe já foi acusado de fraudar eleições anteriores.

A Comissão Eleitoral do Zimbábue divulgou apenas resultados referentes a 132 cadeiras parlamentares. A parcial apontava 68 vagas para o Movimento para a Mudança Democrática, de Morgan Tsvangirai, incluindo seis de uma dissidência do partido. O partido de Mugabe tinha 64 cadeiras.

Marwick Khumalo, chefe da missão de observadores do Parlamento Pan-Africano, disse a uma rádio sul-africana hoje que líderes do partido de Mugabe, o Zanu-PF, mostravam temor com uma possível derrota. "O Zanu-PF já se institucionalizou na vida dos zimbabuanos, portanto não é fácil para qualquer um dentro da esfera do partido da situação aceitar que 'talvez sejamos derrotados, ou podemos ter perdido'", disse ele.

Lovemore Sekeramayi, um dos funcionários encarregados das apurações, falou na televisão estatal que a comissão ainda estava recebendo votos. O órgão iria então coletá-los e verificá-los. "Nós pedimos aos zimbabuanos que mantenham a calma enquanto realizamos esse meticuloso processo", disse.

A Rede de Apoio à Eleição no Zimbábue, uma coalizão de 38 organizações da sociedade civil, disse em comunicado ontem que sua amostra não oficial apontava para um possível segundo turno. Segundo a rede, Tsvangirai tinha pouco mais de 49% dos votos - é necessário 50% mais um para evitar nova votação. Mugabe vinha em segundo, com 42%, e Makoni num distante terceiro posto, com 8%. Tsvangirai perdeu por pequena diferença na eleição de 2002, considerada fraudada por observadores.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG