Opositores iranianos convocam manifestações em memória da jovem Neda

Teerã, 21 jul (EFE).- Os partidários do líder da oposição iraniana, Mir Hussein Moussavi, convocaram hoje manifestações em 29 cidades do país em memória da jovem Neda, assassinada durante os distúrbios registrados após as eleições presidenciais realizadas em 12 de junho deste ano.

EFE |

As manifestações devem começar às 16h locais (8h30 de Brasília) e foram convocadas um mês depois da morte de Neda Aghasoltan, de 29 anos, que foi baleada durante uma manifestação em Teerã.

As imagens da morte de Neda, gravadas com um telefone celular, deram a volta ao mundo pela internet e transformaram a jovem em um símbolo dos protestos contra os resultados de eleições consideradas como fraudulentas pela oposição iraniana.

O chamado "movimento verde", que reúne os seguidores de Moussavi, divulgou as manifestações por e-mail.

Enquanto os opositores acusam um membro das milícias "Basij", encarregadas da repressão dos protestos, de ter matado a jovem, as autoridades negaram as acusações e dizem que foi um crime preparado por estrangeiros.

O "movimento verde" também convocou os iranianos de todo o país a ligar de forma simultânea todos os eletrodomésticos de alto consumo às 21h locais (13h30 de Brasília), horário em que começa o mais importante boletim de notícias da principal rede da televisão iraniana.

Segundo os organizadores, o ato provocará um blecaute do sistema geral de fornecimento de eletricidade. EFE msh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG