Caracas, 5 set (EFE).- Milhares de opositores e de partidários do presidente venezuelano, Hugo Chávez, marcharam novamente hoje por dois setores de Caracas, para expressar seu apoio e repúdio, respectivamente, à revolução bolivariana instalada na Venezuela há uma década.

A manifestação opositora "pela liberdade e pela democracia" começou no setor de Chacaíto e terminou no centro, em frente à sede da Procuradoria Geral, em um percurso sem incidentes.

Ao chega à Procuradoria, membros da "Mesa de Unidade Democrática", integrada por 11 partidos opositores, entregaram um documento a um segurança do edifício, já que não havia ninguém trabalhando por ser fim de semana, em rejeição à suposta política de perseguição à dissidência por parte do Governo de Chávez, segundo os manifestantes.

Por sua parte e sob o lema "Venezuela: zona de paz", milhares de seguidores de Chávez, vestidos de vermelho, a cor da "revolução", percorreram boa parte do oeste de Caracas e terminaram o protesto em frente à sede da Chancelaria, no centro da cidade.

"Esta é uma marcha para os que lutam pela paz, esta é a marcha pela alegria (...) dos que lutam para serem donos de seu próprio destino", disse Jorge Rodríguez, prefeito do município Libertador, na Grande Caracas, e único da região que apoia o presidente. EFE gf/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.