Opositores albaneses enfrentam polícia em protesto contra governo

Choques deixam ao menos três mortos e dezenas de feridos; manifestantes exigem renúncia de premiê e eleições antecipadas

iG São Paulo |

Confrontos entre a polícia e opositores deixaram ao menos três mortos nesta sexta-feira durante uma manifestação na capital da Albânia, Tirana, que foi reprimida com violência pelas forças de ordem.

O chefe do setor de emergência do hospital militar de Tirana, Sami Koceku, confirmou a morte de três manifestantes. "Há três mortos, 17 policiais e militares feridos, entre eles três gravemente. Também estão feridos 22 civis", informou.

A oposição social-democrata havia convocado a manifestação contra o governo conservador do primeiro-ministro Sali Berisha para exigir seu afastamento e pedir eleições legislativas antecipadas, após o anúncio, na semana passada, da demissão do vice-primeiro-ministro Ilir Meta, acusado de corrupção.

Enfurecidos pelas denúncias de corrupção, milhares de manifestantes reuniram-se no começo da tarde diante da sede do governo, num clima de grande tensão. Centenas de policiais, que protegiam a sede do governo da multidão, responderam com granadas de gás lacrimogêneo e jatos d'água quando os militantes arremessaram pedras contra eles. Pelo menos um agente da polícia sofreu ferimentos na cabeça ao ser atingido por uma perda.

A Albânia vive uma profunda crise política, marcada pelo enfrentamento entre a coalizão conservadora de Berisha e o Partido Social-Democrata, que acusa o primeiro-ministro de corrupção.

As mais recentes tensões surgiram após a demissão de Meta, que foi obrigado a abandonar o cargo após a transmissão de um vídeo gravado com uma câmera escondida no qual tenta manipular uma licitação pública.

*Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: albâniaprotestoscorrupção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG