La Paz, 8 jul (EFE).- O Governo da Bolívia nomeou oficialmente a recém-eleita opositora Savina Cuéllar para o cargo de governadora do departamento (estado) de Chuquisaca, anunciou hoje a estatal Agência Boliviana de Informação.

O ministro da Presidência Juan Ramón Quintana apresentou o decreto que nomeia a indígena Cuéllar como autoridade máxima da região de Chuquisaca, após ter vencido as eleições departamentais em 29 de junho.

Cuéllar, de 45 anos, foi eleita representando as instituições regionais cívicas, opositoras e autonomistas, de Chuquisaca, cuja capital é Sucre.

As eleições tiveram que ser antecipadas devido à renúncia do titular anterior, o pró-governista David Sánchez, que se refugiou no Peru após os violentos protestos registrados em Sucre contra a Assembléia Constituinte.

As organizações que promoveram a eleição de Cuéllar lideraram vários protestos contra Morales e seus ministros, ao ponto de rejeitarem sua presença em Sucre e, impediram com violência a realização de atos políticos nessa cidade.

O ministro Quintana insistiu em convidar Cuéllar para trabalhar de maneira coordenada com o Governo para o desenvolvimento da região, e se mostrou esperançoso na pacificação de Sucre assim que a nova autoridade tomar posse.

A nova governadora anunciou que participará amanhã do encontro do Conselho Nacional Democrático (Conalde) que reúne os líderes cívicos e governadores departamentais autonomistas e de oposição. EFE az/ev/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.