Caracas, 20 abr (EFE).- O líder opositor venezuelano e prefeito de Maracaibo, Manuel Rosales, não se apresentará hoje à audiência preliminar por um caso de suposta corrupção à qual estava convocado, e seus aliados tramitam um asilo político em um país amigo, anunciaram membros de seu partido.

EFE gf/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.