Opositor já entregou provas de abusos ao Parlamento do Irã, diz jornal

Teerã, 25 ago (EFE).- O clérigo opositor pró-reformista Mehdi Karroubi, derrotado nas eleições presidenciais iranianas, já apresentou as provas dos supostos casos de abuso sexual e tortura praticados contra detidos nos protestos registrados após a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

EFE |

Segundo o jornal "Etemad", representantes da comissão especial do Parlamento encarregada de investigar os abusos se reuniram ontem com Karroubi, que entregou alguns testemunhos aos parlamentares.

Nem o escritório do clérigo reformista nem os representantes da comissão especial deram mais detalhes do conteúdo da reunião ou da natureza das provas.

No entanto, o site "Etemademelli.ir" publicou o relato de um dos detidos na prisão de Kahrizak, no sul de Teerã, fechada em julho após as notícias de torturas e mortes de detidos.

Karroubi sacudiu a cena política e a sociedade iraniana com as denúncias que fez, consideradas "falsas e sem fundamento" pelas autoridades iranianas.

Políticos, religiosos e militares da ala mais conservadora do regime iraniano chegaram a pedir que Karroubi seja punido caso fique provada a falta de veracidade de suas denúncias. EFE msh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG