Opositor iraniano pede reunião com chefes dos 3 poderes

Teerã, 19 ago (EFE).- O clérigo opositor e candidato derrotado no pleito presidencial do Irã, Mehdi Karroubi, pediu uma reunião com os chefes do Executivo, Legislativo e Judiciário, na qual pretende tratar das denúncias que fez sobre as violações e maus-tratos impostos aos detidos após os protestos pós-eleitorais.

EFE |

Segundo a estatal "PressTV", o clérigo enviou uma carta ao presidente do Parlamento, Ali Larijani, pedindo que este o ajude a marcar o encontro.

"Peço que seja organizada uma reunião com os chefes dos três poderes, o presidente da Assembleia de Especialistas e a Procuradoria do Estado", diz a carta, parcialmente reproduzida pela "PressTV".

Para o encontro, no qual disse que apresentará provas das acusações, o clérigo também convidou membros da comissão especial do Parlamento que investiga o ocorrido nas prisões.

Caso aconteça, além de Larijani e Karroubi, a reunião colocará numa mesma mesa o presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad; o novo chefe do Poder Judiciário, aiatolá Sadeq Larijani; o ex-presidente Ali Akbar Hashemi Rafsanjani e o procurador Qorban Ali Durri Najafabadi.

Segundo Karroubi, alguns detidos durante os protestos realizados após as eleições foram vítimas de abusos sexuais e maus-tratos nas prisões. As acusações, no entanto, são negadas pelas autoridades iranianas.

Esta semana, as denúncias receberam o apoio de outro candidato derrotado no pleito presidencial de junho, Mir Hussein Moussavi.

Porém, o próprio presidente do Parlamento já disse que as acusações de Karroubi são totalmente falsas e sem fundamento, já que a comissão que investiga o caso não encontrou nenhuma prova. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG