Opositor é detido em Mianmar por causa de explosão de bomba

Bangcoc, 4 jul (EFE).- A Junta Militar de Mianmar (antiga Birmânia) deteve um membro da Liga Nacional pela Democracia (LND), o principal partido da oposição democrática do país, por causa da explosão de uma bomba na última terça-feira, em Yangun.

EFE |

O birmanês Khin Maung, de 62 anos e veterano dirigente da LND, foi detido na noite do incidente, no qual uma bomba de baixa potência explodiu junto a um escritório do partido governista Associação para o Desenvolvimento e a Solidariedade da Nação (Usda, sigla em inglês), em Yangun, sem deixar feridos.

Fontes da LND defenderam a inocência de Maung, e afirmaram que as autoridades, que reforçaram a segurança em Yangun, desejam fazer dele um bode expiatório.

O grupo clandestino Estudantes Guerreiros Vigorosos de Mianmar assumiu a autoria do atentado, em comunicado no qual também reivindica a autoria de outras duas explosões ocorridas em abril, no centro de Yangun. EFE fmg/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG