Opositor de La Paz reconhece derrota em referendo

La Paz, 10 ago (EFE).- O governador regional opositor de La Paz, José Luis Paredes, reconheceu sua derrota no referendo revogatório realizado hoje na Bolívia.

EFE |

Em entrevista coletiva, Paredes, que recebeu a rejeição de 55% a 60% dos eleitores segundo as pesquisas, afirmou que "entregará o Governo para que La Paz não seja derrotada".

No entanto, Paredes lamentou a "guerra suja" que o Governo de Evo Morales criou para derrotá-lo, e criticou "as regras de jogo tão desiguais que foram uma conspiração contra a continuidade de uma grande gestão".

Assinalou que os resultados extra-oficiais divulgados ao término da votação foram "contundentes", ao contrário do sustentado por seu colega de Cochabamba, o também opositor Manfred Reyes Villa.

Segundo as pesquisas de boca-de-urna, entre 56,7% e 60% dos eleitores foram contrários à gestão de Reyes Villa, o governador regional que mais resistiu a se submeter ao revogatório.

O governador de Cochabamba decidiu não hoje votar por considerar o referendo revogatório inconstitucional.

Reyes Villa disse que legalmente continua sendo o governador regional de Cochabamba, e continuará com uma "batalha legal, porque alguém tem de liderar a defesa democracia". EFE lav/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG