Caracas, 30 jul (EFE).- O dirigente opositor venezuelano Óscar Pérez pediu hoje à Procuradoria que investigue o presidente Hugo Chávez por sua suposta relação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O dirigente do partido Aliança Bravo Povo (ABP) disse aos jornalistas, na saída da sede da Procuradoria, que pediu à titular desse organismo, Luisa Ortega, que atenda o que assegurou ser seu 13º pedido nesse sentido.

"Pela 13ª vez viemos à Procuradoria para solicitar e, mais que a solicitar, para insisti que Ortega tenha piedade com o povo venezuelano e com o povo irmão da Colômbia e que, de uma vez por todas, abra uma investigação para determinar as responsabilidades penais relativas a essa suposta relação", disse.

"Estou a ponto de deixar de dizer que é uma suposta relação a existente entre o Governo de Chávez e o grupo narcoguerrilheiro e terrorista das Farc", acrescentou Pérez e disse que o lança-foguetes comprados da Suécia pela Venezuela e encontrado em poder do grupo rebelde colombiano constitui uma "clara amostra de que há esse vínculo". EFE ar/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.