perseguição - Mundo - iG" /

Opositor acusa Governo da Venezuela de perseguição

Caracas, 20 out (EFE).- O candidato opositor ao governo do estado venezuelano de Miranda, Henrique Capriles, qualificou hoje de circo e perseguição a reabertura de um julgamento em que foi absolvido em dezembro de 2006.

EFE |

O julgamento avalia fatos ocorridos na embaixada de Cuba durante o golpe de Estado de abril de 2002.

"Isso é um circo (...) uma luta que nunca termina, seis anos de perseguição", declarou Capriles no Palácio de Justiça de Caracas, aonde foi devido a uma notificação judicial e não foi recebido pois um juiz estava ausente.

O líder do partido Primero Justicia (PJ) e prefeito reeleito do município de Baruta, em Caracas, ressaltou que não lhe surpreende "em nada" que esta segunda-feira não tenha havido "escritório" judicial no tribunal.

"Eu cumpri e vim aqui, sempre vou dar a cara. Não sabemos quando será a próxima notificação (judicial), mas não vou perder um minuto (...) por mais que tratem de pôr pedras no caminho, de utilizar o poder político, a força da mudança não vai ser parada por ninguém (...) nenhum por um juiz", expressou Capriles aos jornalistas.

Segundo ele, a reativação do julgamento é uma reação do Governo Hugo Chávez ao fato de que "todas as pesquisas" mostram vitória da oposição nas eleições regionais e municipais de 23 de novembro. EFE gf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG