Caso da Mala - Mundo - iG" /

Opositor acusa Governo da Venezuela de envolvimento em Caso da Mala

Caracas, 27 set (EFE).- O dirigente opositor venezuelano Henry Ramos reiterou hoje que tanto funcionários do Governo venezuelano como executivos em finanças simpatizantes da chamada revolução bolivariana impulsionada pelo presidente Hugo Chávez estão envolvidos no Caso da Mala.

EFE |

Ramos, secretário-geral do partido Ação Democrática (AD), fez referência aos US$ 800 mil apreendidos na Argentina em agosto de 2007 e que supostamente iriam para as mãos da campanha da hoje presidente Cristina Fernández de Kirchner.

Segundo ele, no "Caso da Mala" estão envolvidos os venezuelanos Franklyn Durán, Carlos Kauffmann, Moisés Maiónica, além do uruguaio Rodolfo Wanseele Paciello.

Em declarações à imprensa, Ramos disse que "todos confessaram seu vínculo com o Governo neste caso de suborno, menos Franklyn Durán".

Ele disse ainda que se tivesse havido vontade para esclarecer o caso, a Promotoria venezuelana teria pedido à Argentina a série dos números das notas confiscadas na mala. EFE rr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG