Oposição zâmbia pede recontagem dos votos de eleição presidencial

Lusaka, 14 nov (EFE).- O partido de oposição Frente Patriótica (PF), pediu hoje à Corte Suprema da Zâmbia uma recontagem dos votos da eleição presidencial realizada em 30 de outubro.

EFE |

O advogado do PF, Winter Kabimba, apresentou hoje os documentos para que o tribunal realize a investigação, que segundo seu líder, Michael Sata, provará que o governamental Movimento Democrático Multilateral (MMD) "fraudou os resultados do pleito".

Após as eleições, a Comissão Eleitoral da Zâmbia deu como vencedor, por uma pequena margem, o candidato do partido governista, Rupiah Banda, apesar aos protestos de Sata, que alega ter vencido.

A solicitação do PF ocorre depois de a Polícia deter ontem 38 militantes do partido opositor em Kitwe, a cerca de 350 quilômetros ao norte da capital Lusaka, que participaram de uma violenta manifestação da qual participaram cerca de mil pessoas.

Os manifestantes, que tomaram as ruas de Kitwe, onde causaram danos a veículos e edifícios, protestavam pela detenção do padre Frank Bwalya, apresentador de um popular programa de uma rádio da Igreja Católica.

Bwalya disse diversas vezes em seu programa que a eleição foi fraudada, sendo detido sob a acusação de incitar a comunidade.

As autoridades cancelaram a autorização que tinham dado previamente ao PF para organizar uma manifestação em Kitwe, em protesto contra a detenção do padre e a suposta fraude eleitoral.

A lei zâmbia exige que qualquer reunião de mais de sete pessoas conte com autorização policial. EFE mc/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG