Oposição venezuelana recolhe doações para ajudar emissora de TV

Caracas, 13 jun (EFE).- Setores civis e políticos venezuelanos iniciaram hoje uma operação de dois dias com a qual pretendem recolher doações para ajudar a emissora venezuelana de oposição Globovisión a pagar duas multas milionárias impostas pelo Estado.

EFE |

A ação se desenvolve em várias cidades do país e foi organizada pelo partido de oposição Aliança Bravo Povo (ABP), com o apoio de grupos da sociedade civil, conforme afirmou hoje Óscar Pérez, um dos líderes da legenda.

Opositores se posicionaram com canecas em várias esquinas de Caracas para receber as doações para a "Globovisión", ameaçada de fechamento pelo Governo do presidente Hugo Chávez por considerar que a emissora "envenena a mente" dos venezuelanos.

"É uma resposta cívica a um Governo que quer nos impor uma multa injusta", afirmou o diretor da cadeia privada de notícias, Alberto Federico Ravell, na praça de Altamira, leste de Caracas, um dos pontos de coleta.

Segundo ele, pesquisas afirmam que "75% dos venezuelanos rejeitam o fechamento do canal", ou seja, também "há chavistas" contra essa medida.

O dinheiro recolhido nas ruas entre hoje e amanhã será depositado em uma conta bancária em nome da emissora, aberta em 6 de junho pelo ABP. EFE gf/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG