Oposição ultrapassa situação na contagem dos votos na Austrália

Conservadores estão com três cadeiras a mais em relação ao Partido Trabalhista

EFE |

A oposição conservadora da Austrália, liderada por Tony Abbott, está com três cadeiras a mais em relação ao Partido Trabalhista Australiano (ALP) da primeira-ministra Julia Gillard, segundo a apuração dos votos das eleições realizadas hoje.

Com 75,3% dos sufrágios apurados até o momento, a coalizão formada pelos partidos Liberal (LPA) e Nacional (NAP) obteve 73 cadeiras, frente aos 70 assentos da formação governista de centro-esquerda, de acordo com os dados oferecidos pela rede de televisão "ABC".

Em entrevista à imprensa em Melbourne, a primeira-ministra indicou que "o povo falou, mas vai demorar um pouco para determinar que é que ele disse", reproduzindo palavras pronunciadas há anos pelo ex-presidente americano Bill Clinton.

Já o opositor Tony Abbott afirmou que o partido governista perdeu a maioria parlamentar nas eleições de hoje. "O Partido Trabalhista perdeu sua legitimidade".

Segundo a apuração, o Partido Verde, a terceira força política do país, obterá a primeira cadeira de sua história no Parlamento, enquanto outros quatro assentos da câmara baixa serão destinados a candidatos independentes. Resta ainda saber quem serão os ocupantes de outras duas cadeiras, do total de 150 que compõem a Casa dos Representantes.

    Leia tudo sobre: australiaeleiçõesparlamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG