Oposição quer que Berlusconi se desculpe por frase sobre ditadura argentina

Roma, 18 fev (EFE).- A oposição italiana pediu hoje ao primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, que peça desculpas pelas declarações imperdoáveis sobre os desaparecidos da ditadura argentina, informou a imprensa local.

EFE |

No sábado, durante a campanha eleitoral das eleições regionais em Sardenha, Berlusconi, segundo um vídeo postado no YouTube e que foi citado pelas edições digitais de alguns veículos de comunicação italianos, afirmou: "De mim, os senhores da esquerda disseram de tudo, que sou o ogro de Arcore (residência de Berlusconi em Milão), que fui como Hitler, como Mussolini, como o ditador argentino que eliminava os opositores levando-os em um avião. Davam a eles uma bola (de ferro), abriam a porta e diziam 'faz um bom dia, vá ver lá fora'", disse.

"Faz rir, mas é dramático", afirmou o líder italiano.

O dirigente do opositor Partido Democrata (PD) Piero Fassino qualificou de "indecente" a declaração de Berlusconi, e considerou-a "uma gravíssima ofensa aos milhares de homens e mulheres sequestrados, torturados e mortos por uma das mais violentas ditaduras da América Latina".

Fassino, que disse que espera que o primeiro-ministro da Itália tenha "a sensibilidade de pedir desculpas", acrescentou que se fazer de fanfarrão é o "esporte favorito de Berlusconi", que também, neste caso, "revela uma total falta de sensibilidade pela história e pelos valores da democracia".

Enquanto isso, o parlamentar do partido Itália dos Valores (IDV) Fabio Evangelisti exigiu que Berlusconi pedisse perdão, e afirmou que suas declarações são "imperdoáveis".

Um porta-voz do Governo italiano disse à Agência Efe que, com suas declarações, "Berlusconi queria ressaltar a atrocidade dos crimes cometidos contra os dissidentes e os desaparecidos na Argentina para explicar a ofensa que significou que a oposição o qualificasse de ditador". EFE fab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG