Tamanho do texto

Johanesburgo, 10 abr (EFE).- A oposição política do Zimbábue qualificou hoje de Golpe de Estado constitucional a situação no país, onde onze dias após as eleições presidenciais as autoridades eleitorais não divulgaram os resultados, e afirmou que não são dadas as condições para um eventual segundo turno.

"Não aceitaremos um cenário como este, que nos leva a um segundo turno", disse em entrevista coletiva, em Johanesburgo, o secretário-geral do opositor Movimento para a Mudança Democrática (MDC, em inglês), Tendai Biti. EFE ag/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.