Oposição japonesa bloqueia extensão de missão naval no Índico

Tóquio, 18 nov (EFE).- A principal força da oposição japonesa, o Partido Democrático do Japão (PDJ), bloqueou hoje na Câmara Baixa a extensão da missão japonesa no Oceano Índico para além de janeiro de 2009.

EFE |

O bloqueio representa uma provável extensão do período de sessões do Parlamento japonês, já que a missão naval de apoio à guerra contra o terrorismo dos Estados Unidos no Afeganistão é uma prioridade para o Governo do primeiro-ministro Taro Aso.

A missão consiste no fornecimento de combustível a navios dos EUA e aliados no Oceano Índico.

O PDJ, que controla a Câmara Alta junto com outros partidos, confirmou hoje que bloqueará a extensão da missão até que o Governo introduza no Parlamento um pacote de estímulo econômico suplementar ao anunciado poucas semanas atrás, segundo a agência de notícias "Kyodo".

A oposição quer um programa de 2 trilhões de ienes (US$ 20,77 bilhões) para beneficiar as famílias japonesas.

Os observadores acreditam que os movimentos da oposição têm o objetivo de pressionar Aso a convocar eleições.

Aso decidiu atrasar o pleito, esperado por todos os políticos, para o fim deste ano, com o argumento de que a prioridade agora para o Japão é enfrentar a crise.

O PDJ está pressionando o Governo a debater no Parlamento um programa para beneficiar as famílias, anunciado como parte das medidas de estímulo tomadas até agora. EFE fab/fh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG