Oposição indiana critica acordo assinado com os EUA sobre tecnologia militar

Nova Délhi, 21 jul (EFE).- As principais forças opositoras da Índia criticaram hoje o acordo assinado em Nova Délhi pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que permite aos Estados Unidos verificar o uso da tecnologia militar que vier a transferir à Índia.

EFE |

"Estamos sucumbindo à pressão dos EUA", afirmou no Parlamento o deputado opositor Yaswant Sinha, da legenda nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (BJP), segundo a agência indiana "Ians".

O acordo foi assinado nesta segunda-feira por Hillary e pelo ministro de Assuntos Exteriores indiano, S.M. Krishna, no final da visita oficial da chefe da diplomacia americana à Índia.

"O Governo está permitindo que especialistas americanos examinem nossas instalações de segurança", opinou o ex-ministro de Ferrovias Lalu Prasad.

Os comunistas e outras legendas regionalistas criticaram o Executivo indiano por não ter levado o assunto para o Parlamento, mas o Governo reagiu ao garantir que emitirá um comunicado sobre o acordo, disse a "Ians".

O acordo ganha especial relevância devido à intenção da Índia de renovar a frota de sua Força Aérea com 126 novos aviões de combate, um negócio de US$ 10 bilhões disputado por americanos, russos e europeus.

Em 2008, Índia e EUA fecharam um acordo de cooperação nuclear civil que significou o fim de décadas de isolamento atômico indiano.

O país asiático ainda é reticente em relação a assinar o Tratado de Não-Proliferação Nuclear. EFE daa/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG