Oposição impugnará vitória de irmão de Chávez

O candidato Julio César Reyes, dissidente do chavismo, anunciou nesta segunda-feira que impugnará os resultados que deram, no domingo, a vitória a Adán Chávez, irmão mais velho do presidente Hugo Chávez, no estado de Barinas (sudoeste).

AFP |

Reyes, atual prefeito da cidade de Barinas, convocou seus correligionários a fazer uma vigília na frente das igrejas e a fazer "panelaços" todas as tardes, em protesto pelo que considera uma fraude no estado natal do presidente.

O candidato da oposição foi apoiado em suas denúncias pelo deputado Ismael García, do partido Podemos, ex-aliado do governo Chávez, que garantiu que os resultados divulgados no domingo à noite para o estado de Barinas "não correspondem" aos que aparecem nas cópias das atas eleitorais.

O primeiro boletim oficial de ontem à noite atribuiu 49,63% dos votos a Adán Chávez e 44,58%, a Julio César Reyes.

"Nossa soma dá Julio César Reyes como governador (eleito), com uma diferença apertada, mas vencedor", declarou García à emissora Globovisión, na qual pediu ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) que abra uma investigação.

"O povo de Barinas tem de estar alerta, atento, mobilizado, mas com calma. Temos serenidade, mas firmeza para que o assunto de Barinas se resolva nas próximas horas", acrescentou.

Em entrevista à televisão oficial VTV, Adán Chávez rejeitou as acusações, classificando-as de tentativas de "desestabilização".

São "argumentos que não têm qualquer fundamento e que tentam desconhecer os resultados das eleições e o árbitro (CNE), que fez um excelente trabalho".

O atual governador do estado de Barinas é Hugo de los Reyes Chávez, pai de Hugo e Adán Chávez.

nn/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG