A oposição francesa reclamou nesta sexta-feira a renúncia do ministro do Interior, Brice Hortefeux, até janeiro passado titular da pasta da Imigração e aliado fiel ao Nicolas Sarkozy, depois da divulgação de um vídeo que contém comentários considerados racistas.

O Partido Socialista (PS) considerou, através de seu portavoz, Benoit Hamon, que as declarações de Hortefeux são "inqualificáveis".

Na gravação feita no último dia 5, o titular do Interior tira uma foto com um jovem militante foto con un joven militante da União para um Movimento Popular (UMP, direita), de origem magrebina. Nela, o ministro afirma que "é quando há muitos é que há problemas", falando, aparentemente, sobre o número excessivo de imigrantes.

O caso acontece num momento ruim para o governo de Sarkozy, pois na quarta-feira o ministro do Interior puniu um delegado do governo que fez comentários racistas.

No vídeo, disponível na internet, também se vê e ouve uma militante da UMP, comentar a respeito de um jovem imigrante chamado Amin, que "come porco e bebe cerveja", numa clara alusão aos muçulmanos que não comem esse tipo de carne nem bebem álcool.

O militante que aparece no vídeo assegurou que as frases de Hortefeux foram tiradas de contexto e que ele não se referia aos imigrantes e sim aos habitantes de Auvernia (região do centro da França), da qual é deputado.

bur-ao/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.