Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Oposição do Zimbábue manteve negociações secretas com partido de Mugabe

O líder da oposição no Zimbábue, Morgan Tsvangirai, declarou nesta quinta-feira que seu movimento político manteve negociações secretas com o partido Zanu-PF, do presidente Robert Mugabe, sobre a formação de um governo de união nacional, depois das eleições gerais do dia 29 de março.

AFP |

Tsvangirai contou em uma entrevista à BBC que seu partido, o Movimento pela Mudança Democrática (MDC), acreditou estar a ponto de alcançar um acordo após dois dias de negociações, quando subitamente as conversações foram interrompidas.

Os partidários de Mugabe "se deram conta de que haviam perdido as eleições, e acho que houve pânico; começaram a se aproximar de nós para propor negociações sobre a transição", continuou Tsvangirai.

"Nós estamos preparados para examinar a eventualidade de um governo que inclua alguns membros do Zanu-PF", explicou o líder oposicionista.

Tsvangirai afirmou que seu partido estava disposto a dar garantias sobre o futuro do presidente Mugabe e de altos funcionários militares.

"O que ocorreu foi que as mesmas pessoas que vieram até nós para discutir organizaram uma reunião e não apareceram. Os nossos se foram e compreendemos que a situação tinha mudado por completo", disse Tsvangirai, dando a entender que o núcleo duro do Zanu-PF prevaleceu com a ajuda dos militares.

A Comissão Eleitoral ainda não publicou os resultados do pleito presidencial, realizado no dia 29 de março, na qual Mugabe concorria com Tsvangirai por um sexto mandato.

kah/ap/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG