Oposição do Quirguistão pede renúncia de presidente

Moscou, 7 abr (EFE).- A oposição do Quirguistão pediu hoje ao presidente do país, Kurmanbek Bakiyev, que renuncie, após a violenta repressão às manifestações contra o Governo na capital Bishkek.

EFE |

"Assumimos a responsabilidade pelo ocorrido no país. Em breve serão criadas milícias que se encarregarão de garantir a ordem", afirmou Omurbek Tekebayev, ex-presidente do Parlamento do país centro-asiático, citado pelas agências russas.

Tekebayev, que cifrou em cerca de uma centena os mortos nos choques entre a Polícia e a oposição, assegurou que vários dirigentes opositores se reuniram com o primeiro-ministro quirguiz, Daniar Usenov.

"O único objetivo possível é que eles renunciem ao cargo", insistiu em um discurso transmitido pela televisão pública, controlada pela oposição.

Tekebayev pediu aos manifestantes que deixem de violar a ordem pública e ressaltou que a oposição controla a situação em quase todo o país.

Além disso, afirmou que opositores tentam libertar o ex-ministro da Defesa Ismail Isakov, que está preso.

"Se for libertado, todas as Forças Armadas passarão para seu comando", disse.

A oposição lembrou que o presidente do Quirguistão derrubado em 2005, Askar Akayev, deixou o poder sem um só tiro, enquanto Bakiyev ordenou a repressão violenta de manifestantes desarmados. EFE io/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG