Entenda a crise no Quênia" / Entenda a crise no Quênia" /

Oposição do Quênia suspende negociações com governo

Nairóbi - A oposição do Quênia anunciou, nesta terça-feira, a suspensão de suas conversas com o governo devido a divergências sobre a distribuição de poderes para um gabinete de coalizão, disseram fontes políticas. http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2008/01/02/entenda_a_crise_no_quenia_1136642.htmlEntenda a crise no Quênia

Redação com agências |

AP
O anúncio foi feito em entrevista coletiva pelo secretário-geral do Movimento Democrático Laranja (ODM, em inglês), Anyang Nyongo, que também qualificou o atual governo como como ilegal e anticonstitucional, e pediu sua "dissolução imediata". Após suspensão das negociações, a tensão voltou ao Quênia.

Segundo ele, o Movimento Democrático Laranja busca posições mais elevadas no governo e pretende negociar não apenas os ministérios, mas também postos diplomáticos, tudo dividido igualmente. Ainda de acordo com o secretário-geral, "isso também significa que o poder Executivo deve ser partilhado" entre Kibaki e o primeiro-ministro designado Raila Odinga.

A partilha de poder é prevista por um acordo mediado pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e fechado em fevereiro.

"Nós suspendemos as negociações até que essas condições sejam cumpridas", disse Nyongo a jornalistas em Nairóbi depois de uma reunião entre parlamentares e delegados do partido.

A crise no Quênia começou no fim do ano passado, quando tanto Odinga como Kibaki declararam-se vencedores das eleições presidenciais realizadas em 27 de dezembro. Observadores locais e estrangeiros consideraram que a fraude eleitoral foi tamanha que seria impossível saber ao certo quem venceu.

(*com informações da AP e EFE)

    Leia tudo sobre: quênia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG