Oposição do Equador denuncia uso de recursos estatais na campanha

A oposição denunciou o uso de recursos do Estado na campanha para as eleições gerais de 26 de abril, nas quais o presidente Rafael Correa concorre à reeleição até 2013, indicou nesta sexta-feira a missão de observadores da OEA.

AFP |

"Houve denúncias relacionadas ao acesso às faixas eleitorais, ao uso de recursos do Estado na campanha e à desinformação sobre a regulamentação e as normas que serão aplicadas no processo eleitoral", ressaltou a delegação em um comunicado.

Entre os partidos que fizeram as denúncias está a Sociedade Patriótica, do candidato presidencial Lucio Gutiérrez, que governou entre 2005 e 2007, sendo destituído pelo Congresso em meio a uma revolta popular.

A missão da OEA, liderada pelo chileno Enrique Correa, indicou que "foram reunidas diversas denúncias, que foram transmitidas às autoridades eleitorais para seu conhecimento".

Além disso, recomendou uma fiscalização maior dos gastos de campanha e do uso dos recursos estatais, e indicou ter constatado os esforços dos atores políticos e governamentais para "gerar as condições que garantam um processo inclusivo, transparente e legítimo".

A missão europeia de observação eleitoral ressaltou na quinta-feira à AFP que não havia recebido denúncias sobre fraude, apesar das queixas da oposição.

SP/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG