Havana, 19 jun (EFE).- Organizações cubanas de dissidentes internos disseram hoje estar decepcionadas com a decisão da União Européia (UE) de suspender as sanções diplomáticas que o bloco mantinha desde 2003 sobre o Governo da ilha.

Os opositores também previram que a medida fará aumentar a repressão sobre a dissidência.

Porta-vozes dos opositores ressaltaram à Agência Efe que a situação que motivou as sanções - a prisão de 75 dissidentes em abril de 2003 - ainda não mudou. EFE jlp/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.