Buenos Aires, 20 mar (EFE).- Os principais partidos da oposição na Argentina manifestaram hoje que o projeto governamental para mudar a atual lei de radiodifusão põe em risco a liberdade de expressão no país.

"Estamos diante de uma lei extorsiva que procura frear a liberdade de expressão", destacou Elisa Carrió, líder da Coalizão Cívica, terceira força parlamentar do país.

Em entrevista coletiva, ela concentrou suas críticas nas mudanças previstas pelo projeto que o Governo de Cristina Fernández de Kirchner elaborou, tornando o poder estatal na comunicação social ainda maior do que na legislação criada pelo regime militar (1976-1983).

"Este mecanismo põe de joelhos as empresas e os jornalistas, que não vão poder falar porque (o Governo) vai controlá-los com esta revisão", declarou Carrió, acompanha por Gerardo Morales, líder da União Cívica Radical, principal partido da oposição e com o qual a Coalizão Cívica se aliou para as próximas eleições legislativas. EFE cw/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.