Oposição apresentará moção de censura na Tailândia

Bangcoc e 23 províncias estão sob toque de recolher desde quarta, quando o Exército acabou com um mês e meio de manifestações

EFE |

O partido opositor tailandês Puea Thai (dos tailandeses) aprovou hoje a apresentação de uma moção de censura no Parlamento na segunda-feira contra o primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, e vários membros de seu Gabinete. Estão acusados também os seguintes ministros: de Assuntos Exteriores, Kasit Piromya; de Finanças, Korn Chatikavanij; do Interior, Chavarat Charnvirakul; e o de Transporte, Sohpon Zarum.

Fundado há dois anos por aliados do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, o partido Puea Thai conta com 233 das 480 cadeiras da Câmara Baixa de Legislativo. Se a moção de censura for admitida, o debate poderá ocorrer em sessões extraordinárias a partir de 24 de maio, para negociar os orçamentos de 2011.

Bangcoc e 23 províncias da Tailândia estão sob toque de recolher desde quarta-feira, quando o Exército acabou com um mês e meio de manifestações antigovernamentais no coração comercial da capital. A intervenção militar deixou 15 mortos e dezenas de feridos, mas permitiu às autoridades encerrar os protestos e retomar o controle de Bangcoc. Tailândia atravessa uma profunda crise política desde o levante de 2006, que derrubou Shinawatra.

    Leia tudo sobre: tailândiaprotestos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG