Oposição afirma que violência pós-eleitoral matou 15 no Gabão

Pelo menos 15 pessoas morreram em distúrbios em Port-Gentil (oeste do Gabão), depois da eleição da semana passada à presidência gabonesa de Ali Bongo, afirmou Pierre-André Kombila, deputado e membro da oposição.

AFP |

De acordo com Kombila, candidato à presidência em 1998, o balanço final pode ser ainda maior. O balanço oficial do governo é de três mortos nos distúrbios.

"Temos informações de que o necrotério do hospital de Ntchengue (ao sul de Port Gentil, segunda maior cidade do país) tem 15 corpos", disse Kombila.

O anúncio da vitória de Ali Bongo não foi reconhecidos por dois candidatos da oposição, que eram considerados favoritos, e denunciaram fraudes.

Ali Bongo sucede o pai, Omar Bongo, que morreu no início de junho depois de passar 41 anos no poder.

pgf/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG