Oposição acusa Lula e Dilma de propaganda eleitoral antecipada

São Paulo, 21 jan (EFE).- O PSDB, o DEM e o PPS apresentaram hoje no Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) uma denúncia contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e contra a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, por propaganda eleitoral antecipada.

EFE |

Os opositores acusam Lula e Dilma, pré-candidata do Governo à Presidência nas eleições deste ano, de "aproveitar o período pré-eleitoral para promover a candidata do Governo", atitude que violaria a lei eleitoral por caracterizar propaganda antecipada.

Os partidos da oposição se baseiam em um discurso que Lula fez nesta semana em Minas Gerais, no qual ficou evidente, segundo os opositores, que a verdadeira intenção do presidente era "explicitar que os eleitores" devem escolher Dilma "como garantia de continuação dos avanços obtidos" na atual gestão.

Segundo uma nota disponível no site do TSE, as legendas opositoras sustentam na ação que Lula e Dilma "estão se utilizando do poder político que detêm e dos recursos públicos que gerenciam" para "antecipadamente, lançar a ministra Dilma Rousseff com vantagem" nas eleições deste ano.

O Partido dos Trabalhadores (PT) realizará uma convenção nacional em fevereiro. A expectativa é de que a candidatura presidencial de Dilma seja oficializada no evento. EFE az/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG