Oposição acusa Governo uruguaio de ocultar morte pela gripe

Montevidéu, 22 jun (EFE).- O opositor Partido Nacional acusou hoje o Governo uruguaio de esconder informações sobre a real dimensão da epidemia da gripe suína no país e indicou que pelo menos uma pessoa já morreu infectada pelo vírus AH1N1.

EFE |

Em declarações à rádio "El Espectador", o deputado do Partido Nacional Jaime Trobo explicou que, segundo fontes reservadas, "algumas muito consistentes", haveria já 800 doentes e pelo menos "a existência de um caso fatal" da gripe no Uruguai.

Trobo criticou que o último boletim do Ministério da Saúde uruguaio se refira a 17 de junho e que só se reconheça 30 infectados pela doença.

"Nós entendemos que o Ministério da Saúde deve atuar com transparência", disse Trobo, que antecipou que pedirá um relatório oficial e detalhado sobre a situação real da epidemia no Uruguai.

Em outras declarações, citadas pelo site do diário "El País", Trobo disse que não entendia "por que o Ministério da Saúde não está informando à população".

"Recebemos informações que indicam que os casos constatados no Uruguai rondam o milhar e que inclusive se constatou uma morte", assinalou Trobo.

O deputado assegurou que estranha "o secretismo" do Ministério sobre o tema, e por isso anunciou que solicitará "a informação pela via parlamentar".

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE jas/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG