Operários presos em mina no Peru são resgatados com vida

Lima, 13 abr (EFE).- As autoridades peruanas recuperaram com vida os sete operários que ficaram presos após o desabamento de uma mina na sexta-feira, na região de Áncash (centro), a mais de 500 quilômetros ao norte de Lima, confirmaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Por volta das 22h30 do sábado (0h30 de domingo em Brasília), a equipe de resgate entrou na mina artesanal El Pionero, a quatro mil metros acima do nível do mar, na província de Yungay, onde os operários foram encontrados.

"Os mineiros saíram caminhando, estáveis e com um quadro de anóxia (falta de ar) e depois foram transferidos para um hospital próximo", disse à Agência Efe o chefe da Direção Territorial de Áncash, general Daymon Rosado.

A fonte acrescentou que os sete trabalhadores, que ficaram cerca de 40 horas presos na mina em conseqüência de um desabamento do cerro Montebello, aparentemente causado pelas chuvas, disseram que já "tinham perdido as esperanças de vida", mesmo ouvindo o barulho das máquinas usadas no resgate.

O general Rosado disse que agora as autoridades investigam se o acidente se deveu a causas naturais ou à falha humana e ao descumprimento das normas de segurança no trabalho.

No sábado, o diretor regional de Energia e Minas de Áncash, Freddy Jacome Depaz, declarou ao site do jornal peruano "El Comercio" que os trabalhadores não contavam com as mínimas medidas de segurança necessárias para trabalhar em uma mina.

Jacome também disse que a mineradora tinha concessão para extrair carvão no local, mas não para usar explosivos, coisa que fazia mesmo assim, utilizando o material explosivo para abrir galerias. EFE wat/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG