Operações do Exército paquistanês levam milhares de pessoas a fugirem do país

Cabul, 29 set (EFE).- Cerca de 20 mil pessoas se refugiaram no Afeganistão fugindo das operações que o Exército paquistanês realiza contra os insurgentes das regiões tribais no noroeste do Paquistão, informou hoje o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur).

EFE |

Desde o início do ano, 3.964 famílias abandonaram o distrito tribal de Bajaur, no Paquistão, e foram para a província afegã de Kunar, diz um comunicado do Acnur.

Nas últimas semanas, o Exército do Paquistão realizou uma violenta ofensiva contra os insurgentes de Bajaur, território que nunca esteve sob controle completo do Governo paquistanês.

A população de ambas as partes da fronteira pertence à etnia pashtun, da qual tradicionalmente procedem os insurgentes talibãs.

Segundo o Acnur, 600 famílias paquistanesas fugiram para o Afeganistão em apenas duas semanas, das quais aproximadamente 400 vivem com parentes ou amigos e 200 moram nas ruas.

As vítimas começaram a receber remédios, alimentos, lonas para tendas de campanha improvisadas, latas, lanternas e mais artigos, todos concedidos por algumas das organizações presentes no país, como Acnur, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Cruz Vermelha ou Programa Mundial de Alimentos.

Segundo o Acnur, a maioria das famílias deslocadas voltará para o Paquistão assim que terminar a operação do Exército. EFE nh/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG