Argel, 16 abr (EFE).- Dois terroristas morreram e outros quatro foram detidos em uma operação do Exército argelino contra extremistas islâmicos realizada nos três últimos dias na província de Tebessa, junto à fronteira com a Tunísia, informaram hoje fontes de segurança.

Uma unidade do Exército localizou na segunda-feira um grupo armado em uma região perto da fronteira com a Tunísia, durante uma operação de rastreamento da área.

Após um tiroteio, os militares mataram dois terroristas, cuja identidade não foi revelada, mas, segundo as fontes, são membros da organização Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI).

Na quarta-feira, as forças de segurança capturaram na mesma província Farid Khadraoui, chefe de uma divisão da AQMI e considerado especialmente perigoso.

Khadraoui tinha se unido aos grupos islâmicos em 1994 e era procurado há muitos anos por seu envolvimento em uma série de atentados contra os corpos de segurança.

As informações obtidas durante o interrogatório de Khadraoui permitiram a detenção de outros três indivíduos, acusados de oferecer ajuda e apoio logístico aos grupos terroristas, disseram as mesmas fontes. EFE sk-jg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.