Operação franco-espanhola na Normandia detém líder da ETA

Madri, 28 fev (EFE).- Ibon Gogeascochea, um dos principais líderes da organização terrorista ETA, foi detido hoje na França em uma operação conjunta da Polícia local e da Guarda Civil espanhola.

EFE |

Gogeascochea foi detido na região da Normandia, no noroeste do país, junto a outros dois supostos integrantes do grupo, informaram à Agência Efe fontes da luta antiterrorista espanhola.

Os supostos membros da ETA estavam armados e levavam material para fabricar explosivos, como disseram à Efe membros da equipe antiterrorista francesa.

Segundo a Guarda Civil espanhola, Gogeascochea é responsável pelo aparato militar da ETA e fazia parte da direção.

Ele era encarregado da provisão de armas, explosivos e veículos aos encarregados de cometer atentados, segundo as fontes.

Outro "etarra" detido hoje na França é Beñat Aguinagalde, suposto assassino do empresário Ignacio Uría e do ex-vereador socialista de Arrasate (País Basco) Isaias Carrasco.

Beñat Aguinagalde é considerado pelas forças de segurança como um terrorista especialmente "perigoso, violento e agressivo" e representa o setor mais duro da ETA.

O terceiro detido é Gregorio Jiménez Morales.

Os responsáveis pela luta antiterrorista apontam que Gogeascochea e seu irmão Eneko participaram da organização do atentado frustrado contra o rei da Espanha na inauguração do museu Guggenheim, em outubro de 1997.

A operação conjunta dos policiais espanhóis e franceses que permitiu a detenção dos três supostos membros da ETA continua aberta, segundo disseram à Efe fontes oficiais francesas em Paris.

EFE nat/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG