Operação em Khyber mata 11 soldados paquistaneses

Membros das forças de segurança do país teriam morrido após tiro acidental de morteiro

EFE |

Islamabad - Pelo menos 11 membros das forças de segurança paquistanesas morreram na noite de segunda-feira devido a um disparo "acidental" de morteiro na conflituosa região tribal de Khyber, onde realizavam uma operação, assegurou à Agência Efe uma fonte militar.

A guarda de fronteiras paquistanesa, o corpo com maior presença nas zonas tribais, patrulhava a região de Bara, na estratégica demarcação de Khyber, onde fica a principal passagem terrestre para o Afeganistão. "Não foi uma emboscada terrorista, como diz a imprensa. Morreram por causa do fogo acidental", insistiu a fonte, acrescentando que entre os mortos há duas altas patentes.

Questionado se a guarda de fronteiras estava sendo atacada por insurgentes, a fonte militar se limitou a indicar que os soldados estavam "patrulhando" a zona. Segundo a emissora de televisão "Express", a guarda fronteiriça havia detido cerca de 170 homens por supostos vínculos com a insurgência durante esta operação.

    Leia tudo sobre: operaçãopaquistãotiro acidentalsoldados mortos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG