Nova Délhi, 3 out (EFE).- Uma operação do Exército na região indiana do norte da Caxemira deixou pelo menos 13 supostos insurgentes mortos, informou hoje uma fonte militar.

Os combates começaram no último dia 24 na região de Ganderbal, onde o Exército lançou uma operação para encontrar um grupo de insurgentes que se deslocava entre as localidades de Bandipora e Kangan, afirmou o general V.S.S. Goder à agência "PTI".

O porta-voz militar explicou que as operações ocorreram em um terreno montanhoso que fica a mais de 5 mil metros de altura, no qual os insurgentes se refugiavam entre rochas e cavernas.

Os combates terminaram no último dia primeiro, embora as operações para recuperar os corpos das vítimas ainda continuem abertas.

"A área foi isolada e as operações de limpeza continuam", afirmou Goder.

Durante a operação, o Exército indiano apreendeu 11 rifles de assalto, 27 carregadores, 387 balas e dois telefones de comunicação por satélite.

Doze grupos armados que reivindicam a independência da região ou sua anexação ao Paquistão continuam operando na Caxemira.

A Índia e o Paquistão disputam a soberania da região desde a partilha do subcontinente em 1947, um conflito que deu início a várias guerras desde então.

No ano passado, mais de 600 pessoas morreram na Caxemira indiana - a única região do país com maioria muçulmana - vítimas da violência. EFE jrc/fh/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.