terrorismo islâmico termina com 12 presos na Espanha - Mundo - iG" /

Operação contra terrorismo islâmico termina com 12 presos na Espanha

Pelo menos 12 pessoas foram detidas, nesta quinta-feira, durante uma operação que desarticulou uma célula vinculada ao terrorismo islâmico, que prestava apoio e protegia membros da rede Al-Qaeda, informou o Ministério espanhol do Interior.

AFP |

Mais cedo, essa mesma fonte havia divulgado a detenção de oito pessoas.

"Oito dos detidos teriam facilitado a fuga de cinco envolvidos nos atentados do 11-M", que deixaram 191 mortos, em Madri, em 11 de março de 2004, segundo um comunicado ministerial.

Os detidos são marroquinos e ligados aos "trabalhos de apoio na ocultação e posterior fuga de outros terroristas da Al-Qaeda, incluindo alguns envolvidos nos atentados de 11-M", acrescenta o texto.

A polícia fez batidas nas residências dos suspeitos em várias localidades da região da Catalunha (nordeste), Madri (centro) e Cádiz (sul).

As outras quatro detenções, de três marroquinos e de um argelino, ligados aos demais já presos, aconteceram no final da tarde.

A operação foi ordenada pelo juiz Baltasar Garzón, da Audiência Nacional, principal instância penal espanhola, de acordo com fontes judiciais.

Essas medidas fazem parte de uma investigação aberta em 2005, durante a qual se desarticulou uma estrutura terrorista que tinha por objetivo "cometer ações suicidas contra as tropas estrangeiras" no Iraque.

Em outubro de 2007, a Justiça espanhola condenou 21 dos 28 acusados pelos atentados do 11 de Março. Três deles foram sentenciados a penas recordes de até 42.000 anos de prisão, embora, na prática, não possam cumprir mais de 40.

Em julho, o Tribunal Supremo absolveu quatro dos 21 condenados.

Nos últimos meses, a polícia espanhola tem realizado várias operações no meio islâmico, em especial, na Catalunha.

vg/fp/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG